Romazeira

A Romãzeira (Punica granatum L.) é nativa da Ásia ocidental, embora tenha demonstrado uma boa adaptação a outras regiões mundiais. Naturalmente é um arbusto, mas se for podado, pode atingir uma altura de cerca de 8 m. Contudo, existe uma variedade anã, usada como decorativa e comum nos hortos comerciais. Tem uma rede radicular bastante ramificada e tóxica para os humanos. A madeira do seu tronco, embora pobre em medidas, é de boa qualidade. As suas folhas são alongadas. As flores são vermelhas e muito vistosas. O seu fruto é comestível e designado por romã. Estas são globulosas, de 5 a 8 cm de diâmetro, podendo uma única árvore produzir cerca de 50 Kg. Partes do fruto não maduro são usadas em Marrocos no curtimento de peles. A planta tem aplicações na medicina tradicional; a casca do fruto é considerada um excelente bálsamo para problemas do aparelho digestivo. Cada romã tem numerosas sementes rodeadas por uma camada carnuda. Para além do valor comercial do fruto, na alimentação, para o consumo ao natural ou no fabrico de refrescos (“grenadine”) é ainda usado no fabrico de perfumes, tintas, licores. Às raízes são atribuídas qualidades vermífugas, isto é, eliminam parasitas intestinais como lombrigas e ténias. Existem muitas lendas e simbolismos em relação à romãzeira. No oriente são consideradas símbolo do amor e da fecundidade. Na Índia as mulheres bebiam sumo de romã para combater a esterilidade. Na Roma antiga, era usual, as noivas levarem um toucado feito com ramos de romãzeira.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Botânica. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s